BLOG

Marketing de influência: como usá-lo de forma eficiente

Marketing de influência: como usá-lo de forma eficiente

13 de outubro de 2020 às 17:56

Descubra exatamente o que é o marketing de influência e confira um passo a passo para incluí-lo na sua estratégia digital

Os influenciadores estão cada vez mais presentes no cotidiano das pessoas. Quando se trata de empresas, a realidade não é diferente. Isso vale tanto para os mercados de vendas em larga escala, quanto para os que exigem negociações mais complexas. 

Isso acontece porque, nessa era do marketing digital, os influencers têm grande poder sobre a tomada de decisão de compra dos seus seguidores. Por esse motivo, os profissionais de marketing uniram forças com eles para favorecer as marcas por meio do marketing de influência.  

Preparamos um passo a passo para que você também consiga usar o marketing de influência de forma estratégica. Mas, antes vamos nos aprofundar um pouco mais nesse assunto. 

O que é o marketing de influência?

O marketing de influência é uma estratégia de marketing digital que engloba produtores de conteúdo com capacidade para influenciar um grande público muito engajado. Portanto, ele consiste em ações focadas em influenciadores com alto poder de influência ou liderança sobre os potenciais cliente da sua marca. 

A relação de confiança entre os influencers e os seus públicos é o que interfere positivamente na decisão de compra a favor da sua marca. Além disso, esses produtores de conteúdo conseguem causar um efeito na imagem da marca, tornando-a mais atrativa e desejada. Isso ajuda a empresa a conquistar objetivos importantes, como atrair novos clientes, reter os que já tem e gerar valor e confiança.   

O marketing de influência pode ser praticado de duas formas:

  1. Mídia paga: os influenciadores recebem uma remuneração para realizar campanhas ou ações da marca;
  2. Mídia conquistada: os influenciadores participam como parceiros em troca de maior visibilidade, prestígio, acesso a eventos específicos, etc. 

Independente do formato, o alinhamento de posicionamento é fundamental para o sucesso da estratégia. 

Por que investir em marketing de influência?

O investimento em marketing de influência tem trazido resultados positivos para muitas empresas. Segundo dados da Shareablee, 48% das pessoas entre 18 a 24 anos já compraram produtos por recomendação de influencers. Além disso, 45% dos seguidores de micro influenciadores são mais propensos a comprar algo recomendado. 

Os números já são um bom motivo para incluir produtores de conteúdo na sua estratégia, mas o marketing de influência ainda tem diversos benefícios que fazem com que ele valha a pena. 

Mais acessibilidade 

Ao contrário do que muitos pensam, não é preciso ter uma verba enorme para investir em marketing de influência. Existem influenciadores que atuam nos mais diversos nichos, com quantidades variadas de seguidores e que aceitam várias formas de negociação.  

Os canais digitais facilitam a descoberta de influenciadores que atuam no mesmo segmento da sua empresa e que conseguem se conectar com o público que você deseja atrair. Após essa seleção, você mesmo pode entrar em contato diretamente com eles e negociar a parceria. 

Aumento do ROI 

De acordo com uma pesquisa do marketplace de influencers Tomoson, as empresas geram uma receita média de US$ 6,50 para cada dólar investido em marketing de influência. Como se esse número já não fosse bom, 13% delas consegue ir ainda mais longe, fazendo US$ 20 para cada US$ 1 investido. Por isso, podemos afirmar que essa tipo de marketing é um dos mais rentáveis, gerando um alto ROI. 

Eleva a confiança, melhora a percepção da marca e incentiva e decisão de compra

Referências, informações e opiniões é o que todo mundo busca antes de comprar um produto, contratar um serviço e escolher a melhor marca. A sensação de proximidade que os seguidores têm com os influenciadores, faz com que as informações passadas por eles pareçam mais confiáveis do que o conteúdo gerado pela própria marca.  

Essa relação de confiança e a credibilidade inspirada pelo influencer faz com que seus seguidores respeitem e sigam suas recomendações. Consequentemente, isso potencializa o posicionamento da sua marca, aumenta o seu reconhecimento, fortalece sua imagem, valores e história. E não para por aí. Associar uma empresa a um influenciador também melhora o ranqueamento em sites de busca devido às ações de SEO.

O resultado de tudo isso é uma maior conversão, pois o produtor de conteúdo influencia bastante o processo de decisão de compra. Além disso, o marketing de influência contribui bastante para fidelizar quem já é cliente. 

Atrai o público certo  

O marketing de influência tem uma enorme capacidade de segmentação, por isso, ele consegue impactar pessoas que já têm interesse no seu nicho. Ao incluir os influenciadores na sua estratégia, você elimina a necessidade de investir em mapeamento de pessoas com potencial para se transformarem em clientes, pois o produtor de conteúdo já vem com a audiência construída. 

Maior crescimento e aquisição de clientes 

Os profissionais e marcas que utilizam o marketing de influência na sua estratégia, o apontam como o canal mais rápido de crescimento e com maior rentabilidade em relação a busca orgânica e e-mail. 

Ainda, segundo a pesquisa da Tomoson, o marketing de influência foi apontado por 22% dos participantes como o método mais rápido para aquisição de clientes. 

Enriquece o conteúdo 

Mesmo os calendários editoriais mais bem feitos podem ter algumas lacunas, e o conteúdo produzido pelo influenciador ajuda a preenchê-las. Os materiais compartilhados melhoram a divulgação, impulsionam o SEO e preenchem o calendário com conteúdos e informações relevantes. 

Porém, para que isso aconteça é fundamental que o conteúdo seja produzido pelo influencer de forma autêntica e original. 

Como aplicar o marketing de influência?

Todos esses benefícios são tentadores, não é mesmo? Mas sair por aí contratando qualquer influenciador não é o caminho para alcançá-los. Por outro lado, aplicar o marketing de influência de forma eficiente não é nenhum bicho de sete cabeças. 

De forma objetiva, existem 6 passos que você deve seguir para implementar a estratégia de marketing de influência com sucesso. 

1. Estabeleça objetivos claros 

O ponto de partida para a estratégia de marketing de influência será o objetivo principal que a sua equipe de marketing deseja alcançar. Se o seu time não tem essa clareza, esse é o momento de parar e definir esse objetivo. 

Em seguida, é preciso entender como o influenciador pode ajudar nesse processo, estipular um orçamento, definir como a empresa deseja trabalhar a parceria e qual nicho de mercado se quer atingir. 

Com todos esse pontos bem estabelecidos, você pode passar para a próxima etapa. 

2. Defina o seu público

Não tem para onde correr, sem conhecer bem a sua persona, você não terá dois insumos fundamentais para escolher os influenciadores certos: os hábitos e os conteúdos digitais que o seu público consome.

Uma dica é conversar com os seus clientes para entender quais canais digitais eles mais utilizam e os influencers que eles acompanham.  

3. Escolha os influenciadores certos 

É muito comum associar o influenciador apenas as grandes celebridades do mundo digital, mas o segredo é encontrar quem faz sentido para a sua marca. 

Não cometa o erro de escolher apenas pelo número de seguidores. O que deve guiar a sua decisão é quem a sua marca deseja atrair. A partir disso, você poderá buscar por influenciadores que tenham um público similar ao seu. 

Se a sua campanha será voltada para o público B2B, por exemplo, os micro influenciadores podem ser a melhor escolha. Em casos de vendas mais complexas, um especialista pode ser a melhor opção. Porém, se você quer atingir um público grande em menos tempo, influencers mais conhecidos são os mais indicados.  

Antes de escolher, não esqueça de avaliar o engajamento. Um produtor de conteúdo pode ter muitos seguidores, mas um baixo engajamento. Isso fará toda diferença nos resultados. 

Onde encontrar os influenciadores certos?

As redes sociais são excelentes canais para encontrar influenciadores, mas além delas, existem algumas ferramentas que você pode usar:

  • Influency.me: possui um banco de dados com aproximadamente 80 mil personalidades. Permite filtrar a busca por gênero, reputação, faixa etária, etc;
  • Airfluencers: também possui um banco de dados com diversos influencers e recursos parecidos com a plataforma anterior; 
  • Celebryts: é uma plataforma estratégica para empresas de todos os tamanhos e consegue atender segmentos específicos;
  • Kuak: além de ser um excelente canal para buscar influencers, gera relatórios completos para que você monitore os impactos dos influenciadores na sua campanha;
  • Influence.co: permite usar filtros como taxa de engajamento, número de seguidores e mídias sociais específicas para encontrar influencers;
  • FameBit: focada em personalidades do YouTube, foi uma das pioneiras em serviços de busca de influenciadores no Brasil. 

4. Alinhe os objetivos e como funcionará a parceria

É essencial alinhar com o influenciador o objetivo da marca, suas expectativas e o que você precisa que seja produzido. Deixe espaço para que ele colabore com ideias, de forma que vocês possam ajustar a abordagem e aparar as arestas da parceria. 

Lembre-se de negociar previamente como será realizado o pagamento e combinar os direitos de uso de conteúdo e imagem pela marca. É importante não enganar o consumidor tentando passar a ideia de que aquele conteúdo é orgânico, portanto, os posts realizados devem indicar que se trata de publicidade. Isso também deve ficar acordado entre a empresa e o influenciador. 

5. Planeje as ações junto com os influenciadores 

Depois de tudo acordado, é hora de planejar e executar as ações de promoção da marca, da empresa, dos seus produtos ou serviços. É fundamental que o planejamento seja em conjunto para o sucesso da estratégia. Aproveite para alinhar detalhes relevantes, como tempo de veiculação e exigências de exclusividade.    

Um ponto importante é não limitar a criatividade do influenciador. Quanto mais natural acontecer a indicação, melhores serão os resultados. Por isso, é essencial deixar que o influenciador crie o conteúdo com a sua identidade, afinal, ele sabe do que o seu público gosta. 

6. Mensure os resultados 

Esse é o momento de avaliar o sucesso da estratégia. Baseado no objetivo, acompanhe as metas e mensure os resultados alcançados. A partir dessa análise, você conseguirá determinar se vale a pena manter a parceria.

O ROI e a taxa de conversão são métricas importantíssimas, mas além delas, um bom relatório deve conter:

  • As seguintes métricas de reconhecimento: número de pessoas alcançadas, impressões, número de novos visitantes no site, impacto de influência da campanha, retorno monetário;
  • As métricas de consideração: engajamento, número de novos seguidores, cliques para o site, novas visitas no site, número de vezes em que o conteúdo foi salvo no Instagram, volume de buscas no Google, retargeting;
  • E, por fim, as métricas de conversão: leads gerados, conversões no site, quantidade de cupons usados, conversões na loja física, downloads no app.  

O marketing de influência tem um enorme potencial para trazer retorno sobre o investimento e visibilidade para a marca sem grandes investimentos. O segredo é se aprofundar e estudar bastante antes de colocá-lo em prática!

Você conhece alguma empresa que usou o marketing de influência e obteve muito sucesso? 

NEWSLETTER

Não perca nenhuma novidade! Assine nossa newsletter para acompanhar nosso conteúdo.